O autotuning é uma rotina do inversor para a determinação experimental das variáveis que compõem o modelo matemático representativo do motor trifásico tipo gaiola de esquilo controlado pelo inversor da série 700 ou 800.

Esse modelo matemático é essencial e indispensável quando o modo de controle do inversor escolhido pelo usuário será do tipo fluxo magnético vetorial, vetorial sensorless ou vetorial com realimentação por encoder, pois esse modelo é utilizado nesses sistemas de controle. No modo de controle escalar (V/f), não há a necessidade de realização de autotuning, uma vez que esse tipo de controle não se utiliza do modelo matemático do motor.

Para que o autotuning possa determinar as variáveis, algumas informações que não podem ser determinadas experimentalmente precisam ser informadas pelo usuário, tais como tensão de trabalho do motor, número de polos e outras que são citadas no procedimento, a seguir, para a realização do autotuning.

Preparação

1°. Realize a ligação elétrica entre o motor e o inversor e alimente o inversor adequadamente. Observe a tensão de alimentação do inversor adequada (classe 200V ou 400V);

2°. O motor pode rodar ligeiramente durante o processo de autotuning. Certifique-se de que a máquina esteja em condições seguras ou desconecte o motor mecanicamente da máquina;

3°. Nenhuma força externa deve ser aplicada ao eixo do motor (o eixo não deve ser forçado durante o processo de autotuning)